Para sobreviver no mercado e, mais do que isso, crescer e fortalecer o seu posicionamento, qualquer negócio precisa ser capaz de acompanhar as mudanças no comportamento dos consumidores. Quando falamos em marketing digital para hotéis, é exatamente esse o ponto chave. Já passou o tempo em que distribuir panfletos, colocar um outdoor na cidade ou até adquirir espaços publicitários em rádio e televisão eram estratégias suficientes para atrair hóspedes e fazer com que o seu hotel se tornasse reconhecido. Por isso, hoje trazemos um guia completo para que você saiba o que é o marketing digital para hotelaria e quais são as principais atividades que precisam ser executadas dentro dele. Confira!

Para saber tudo sobre marketing para hotéis, baixe agora mesmo o nosso e-book de Marketing Hoteleiro e conheça técnicas e estratégias para implementar no seu negócio!

ebook marketing hoteleiro

O que é marketing digital para hotéis?

Esse termo é bastante amplo e engloba todas as estratégias e ações que os hotéis utilizam para promover seus serviços e sua marca utilizando como veículo a internet. Ou seja, é a comunicação estabelecida por meio de site, redes sociais e outras plataformas. O marketing digital está em alta por diversas razões, entre elas, o fato de ser mais barato se comparado a estratégias offline, como a veiculação de uma propaganda na televisão, por exemplo, ter um alto potencial de mensuração e possibilitar uma comunicação instantânea e direta com o público-alvo. 

E o marketing digital para hotelaria é ainda mais justificável. Isso porque, além de todas essas vantagens citadas acima, existe outro aspecto crucial: as pessoas estão cada vez mais utilizando a internet para planejar suas viagens. Um estudo do Conselho Executivo de Viagens e Eventos Corporativos, da Fecomercio SP, intitulado Comportamento dos Usuários na Internet, revelou que quase 70% dos consumidores planejam suas viagens pela internet no contexto do lazer

Seja pela comodidade ou pela praticidade, a verdade é que as pessoas organizam suas viagens navegando pela internet. Isso significa que se o seu hotel não tem uma presença digital forte, ele vai acabar perdendo espaço para os outros estabelecimentos que investem de verdade nessa questão. É muito importante que nesse processo de fazer pesquisas para a viagem, o cliente em potencial encontre o seu hotel e tenha a possibilidade, inclusive, de fazer suas reservas online. Os gestores de hospedagens precisam entender que, hoje em dia, as viagens começam na internet. 

Utilizando corretamente as estratégias de marketing digital para hotéis, você consegue ter um alcance maior, se comunicar com uma audiência segmentada, ou seja, com pessoas que realmente são hóspedes em potencial, além de coletar dados que vão ajudar a vender mais. 

Porém, como falamos inicialmente, o marketing digital para hotéis é um conceito amplo: usar a internet para se comunicar pode ter inúmeros significados, canais e linguagens. O seu hotel não precisa dominar todas as plataformas, o segredo é saber selecionar os meios que realmente são capazes de trazer algum retorno. E é exatamente isso que vamos explicar a seguir.

hotel

Invista no site do seu próprio hotel

Com o advento das redes sociais, muitas estratégias que são menos recentes foram deixadas de lado. O website é um exemplo disso. Algumas empresas deixaram de investir nesse espaço que é essencial por diversos motivos:

  • Mais do que as redes sociais, o site é um canal que transmite credibilidade e profissionalismo; 
  • Você pode criar um espaço dentro do site para a realização de reservas online. O que é muito importante nesse cenário de dominação absoluta das OTAs no mercado hoteleiro;
  • É uma forma de produzir e publicar conteúdo de qualidade que fortalece a imagem do seu hotel, aumenta o engajamento e o ranqueamento do site; 

O site é como se fosse a principal vitrine do seu hotel na internet. Pode ter certeza de que a maior parte das pessoas que tenham interesse em se hospedar no seu estabelecimento, vão pesquisar o nome dele no Google antes de tomar a decisão. Se não encontrarem um site próprio, podem se sentir inseguras e, assim, procurar um concorrente. 

Lembre-se de que quando falamos em viagens, estamos nos referindo a uma experiência muito esperada, planejada cuidadosamente e com um valor considerável envolvido. Quem vai para uma cidade diferente, quer sentir a maior segurança possível, porque provavelmente não vai ter nenhum outro suporte naquele destino. Quanto mais confiança o seu hotel conseguir transmitir, maior será a capacidade de conversão de hóspedes. 

e como construir um site

Invista em fotos e vídeos

Fotos e vídeos são a única forma que o hóspede em potencial tem de conhecer o hotel antes da viagem. Por isso, invista nesse tipo de material: abasteça o site com imagens dos quartos, das áreas de convivência, do restaurante, da recepção e etc. Se possível, grave vídeos fazendo um “tour” pelas instalações do hotel.

Garanta que o site seja responsivo

Sites responsivos são aqueles, cujo layout se adapta ao formato da tela utilizado pelo usuário. Como a maior parte dos acessos à internet já acontecem via smartphone, é essencial que o site tenha uma boa experiência de navegação em dispositivos móveis. Além de favorecer o acesso, essa também é uma característica que os motores de busca consideram no ranqueamento. Esse aspecto é considerado elementar no marketing digital para hotelaria. 

Reservas online

O site não deve ser apenas uma vitrine para expor o seu estabelecimento, mas também um canal de vendas. Por isso, no caso dos hotéis, é importante ter um espaço dedicado às reservas online e incentivar o público a utilizar esse canal, afinal, assim, não é preciso pagar taxas de intermediários, como acontece com as OTAs, por exemplo. Vale a pena realizar promoções apenas para reservas feitas no site próprio, oferecer um upgrade na acomodação ou até serviços extras, como mais uma refeição. Use seu website para vender!

Site integrado

Um dos segredos do marketing digital para hotéis é utilizar diferentes plataformas, mas de forma integrada, garantindo que todas falem a mesma linguagem. Por isso, outra orientação é integrar o site às redes sociais, ao Google e ao TripAdvisor. É uma forma de atrair mais visitantes.

Multi-idiomas

É bem possível que o seu hotel não atraia apenas hóspedes brasileiros, mas também estrangeiros. Por isso, procure disponibilizar a navegação em outros idiomas, como inglês e espanhol. Inclusive, até os brasileiros que acessarem a página e virem que existem essas opções vão valorizar mais o seu hotel, porque entenderão que até pessoas de outros países se hospedam ali.

SEM

Se tem uma sigla que acompanha de perto o marketing digital é o SEM, ou Search Engine Marketing. Ele engloba as estratégias que têm como objetivo melhorar o posicionamento do site do seu hotel nos buscadores. E ele pode ser feito de duas formas: pelo SEO, que melhora o ranqueamento organicamente, ou seja, sem utilizar recursos pagos, ou por links patrocinados.

Otimização SEO

Em um evento realizado para anunciantes do Google Adwords, foi revelado que cerca de 100 bilhões de pesquisas são feitas no Google mensalmente. Além disso, esse buscador também é responsável por mais de 90% das buscas no Brasil. Onde queremos chegar com isso? Não basta ter um site: é preciso que ele esteja bem posicionado como resultado das buscas orgânicas. 

SEO é a sigla para Search Engine Optimization, uma ferramenta essencial do marketing digital. Basicamente, é um conjunto de estratégias para otimizar o site, de modo que ele se torne mais “amigável” para os motores de busca. Ou seja, fazer com que o site do hotel fique mais “agradável” aos olhos do Google e, por consequência, apareça nas primeiras posições, conseguindo um número mais alto de acessos. 

Existem duas categorias de SEO: on site e off site. A primeira engloba as estratégias que são utilizadas dentro da própria página do hotel. Já a segunda diz respeito à quando outras páginas da internet colocam link para o seu site.

SEO on site

Uso de palavras-chave

As palavras-chave que identificam o seu hotel precisam aparecer em URL, na descrição de imagens, em títulos de páginas, em textos, mais uma razão para criar um blog. Existem ferramentas que ajudam a identificar esses termos, como a Keyword Planner, do próprio Google, e o SEMRush. Mas muitas palavras são fáceis de descobrir. Por exemplo: se você tem um hotel na cidade de Gramado e o foco é receber casais, provavelmente entre as palavras-chave terá “Hotel Gramado”, “Hotel em Gramado”, “Hotel em Gramado para Casais”. 

Pense o seguinte: como as pessoas que têm potencial para se tornarem suas hóspedes vão pesquisar hotéis no Google?

Titulações

Nos conteúdos do site, utilize títulos e subtítulos claros e objetivos para organizar o conteúdo e dividi-lo. Um bloco único de texto nunca é atrativo. Além disso, utilize os códigos de HTML h1 (Título Principal), h2 (Subtítulo), h3 (Subtítulo Dentro do Subtítulo) e assim por diante. Dessa forma, o usuário consegue visualizar melhor a hierarquia dentro do texto, ou seja, qual o tema principal e quanto um assunto está dentro do outro.

Meta descrição

A meta descrição é um resumo de cada página, ou seja, vai haver uma da Home, outra de cada texto do blog, outra da galeria de fotos e assim por diante. Essa síntese deve ter no máximo 160 caracteres, ser bem objetiva e direta no sentido de deixar claro qual é o assunto daquela página. E além disso, também é importante colocar as palavras-chave nesse campo.

meta descrição

URL personalizada

Quando a URL é gerada automaticamente, normalmente ela fica cheia de números e símbolos, que prejudicam o ranqueamento. Então, o ideal é alterá-la manualmente, para colocar as palavras-chave e deixá-la mais “limpa”.

url

SEO off site

Links externos

Algo que conta muito para o ranqueamento é a existência de links externos, de outras páginas para o seu site. Esse é um dos motivos para se valorizar as avaliações dos hóspedes, porque quando eles deixam seus comentários em plataformas como o TripAdvisor e “linkando” para o seu site, é de grande valia. Crie links nas suas redes sociais para o site, faça parcerias com agências de turismo e com influenciadores digitais. Procure criar oportunidades para que o seu website seja citado em outros locais. 

Além disso, esses links externos também podem aparecer em comentários de fóruns, de blogs de viagem.

Links patrocinados

Existe outra forma de deixar o site do seu hotel mais bem posicionado nos buscadores: por meio de links patrocinados, ou seja, pagando para conseguir uma posição privilegiada. Se você fizer qualquer pesquisa no Google, vai perceber que os resultados pagos aparecem nas primeiras posições, antes dos resultados orgânicos. Eles são identificados como publicidade de forma discreta. 

Para investir em links patrocinados, é preciso se cadastrar no Google Adwords que é a plataforma de anúncios do Google. Na maior parte dos casos, a empresa é cobrada por clique, mas existem outras modalidades. Tudo depende do seu objetivo.

Google Hotel Ads

Ainda falando sobre links patrocinados, um recurso mais recente lançado pelo Google é o Google Hotel, um formato de publicidade. Nesse caso, os anúncios ficam abaixo dos links que citamos no tópico anterior, em uma espécie de quadro com um mapa da região onde os hotéis se localizam. Ali, em cada anúncio vai aparecer o nome do estabelecimento, algumas imagens e informações sobre a acomodação, como Wi-Fi, café da manhã, além da média de valores. 

Para o hóspede, é um modelo interessante, porque ajuda a comparar as opções, o que também força os hotéis a ficarem cada vez mais atrativos. Já para o estabelecimento também é vantajoso, especialmente em relação ao modelo de pagamento: no Google Hotel Ads, o mais comum é o pagamento por aquisição, ou seja, você paga quando o hóspede faz a reserva. Isso significa que o custo/benefício é mais interessante. 

Dentro desse modelo de pagamento existem duas alternativas:

  • O hotel define uma taxa fixa por diária convertida;
  • O hotel define uma comissão em porcentagem sobre o valor da diária convertida.

hotel ads

 

Avaliações online como parte do marketing digital para hotéis

No início desse material, comentamos que uma das principais vantagens do marketing digital é o fato de que ele permite uma comunicação mais direta e instantânea com o público. Por isso, esse diálogo precisa ser valorizado. Os hóspedes ganharam muito poder a partir do momento em que as avaliações online se popularizaram. Elas podem ser feitas no site e nas redes do próprio hotel ou em plataformas específicas de viagem. 

É importante ter em mente que alguém que está pensando em fazer uma reserva valoriza opiniões reais, de outros hóspedes que contam sobre como foi a sua experiência. Isso soa muito diferente do que uma publicidade que o próprio hotel faz a respeito de si mesmo. 

Por isso, cabe ao hotel monitorar essas avaliações e responder a elas, porque isso também conta pontos para quem está lendo. Já falamos sobre ”como responder a avaliações negativas” em nosso blog, porque a forma como o hotel se posiciona diante de uma queixa, pode ser mais valorizada do que a queixa em si. Por exemplo: se um hóspede reclama do atendimento e não tem nenhuma resposta, quem ler essa crítica vai ver que ela não teve retorno e terá uma impressão ruim do hotel, percebendo que ele não se importa com o hóspede depois que ele vai embora. Se, por outro lado, um representante do estabelecimento responde mostrando interesse em atender o que aconteceu e em corrigir o problema, isso vai chamar mais atenção do que a crítica. 

Com a internet, as opiniões repercutem rapidamente e atingem grandes proporções. Por isso, quando falamos em marketing digital, também estamos nos referindo ao gerenciamento disso. Não é apenas uma questão de usar a internet para se divulgar, mas de entender que essa divulgação também acontece naturalmente por parte dos clientes, que nem sempre é positiva e que cabe ao hotel saber lidar com isso de uma forma saudável!

Avaliações online melhoram a visibilidade do hotel na internet

Só o “boca a boca”, em tempos de internet, não basta: as avaliações feitas no Google Meu Negócio (ou Book On Google) e nas OTAs também são extremamente importantes no marketing digital para hotéis.

O Google Meu Negócio é uma ferramenta que tem como objetivo facilitar a divulgação de empresas, exibindo uma espécie de ficha técnica junto com o mapa quando o usuário faz uma busca. O que acontece é que os negócios que aparecem ali são organizados em ordem de relevância e um dos critérios são as avaliações das pessoas na própria ferramenta. Ou seja: os seus hóspedes podem avaliar o seu hotel também no Google Meu Negócio, atribuindo uma nota de 1 a 5 e comentando. Quanto melhores forem as avaliações, maiores as chances de a página ficar bem ranqueada para ter mais acessos e visibilidade.

Por isso, é importante incentivar os hóspedes a fazerem a avaliação e, de preferência, colocando o link nas redes sociais ou enviando por e-mail para facilitar esse processo. E é claro que essas avaliações, como parte da estratégia de marketing digital para hotéis, não servem apenas para elevar a visibilidade, mas também para entender como está sendo a experiência do hóspede e melhorá-la constantemente. 

Além do Google Meu Negócio, as avaliações online nas OTAs também são importantes no marketing digital para hotelaria, nos resultados orgânicos e pagos. Ao acessar plataformas como o Booking ou o próprio TripAdvisor, frequentemente é possível encontrar publicações com abordagens do tipo “Os 10 hotéis mais bem avaliados da cidade X”. Obviamente, quem aparece nesses conteúdos consegue se destacar e pode atrair um número maior de hóspedes. 

Para que tudo isso aconteça, além de ter muitas e boas avaliações, é preciso também entregar uma taxa de resposta considerável, inclusive para os comentários positivos. É necessário ainda ter avaliações recentes. Se o seu hotel teve centenas de avaliações, mas isso já faz um ano, por exemplo, o resultado não será tão positivo. 

Quer fazer um teste? Abra uma aba anônima e pesquise “hotel cidade X”: possivelmente, os primeiros resultados serão os anúncios, especialmente das OTAs, depois os cards do Google Meu Negócio (Book On Google) e, depois de tudo isso, nos resultados orânicos, ainda vão aparecer as matérias das OTAs que compilam os hotéis, como explicamos no parágrafo anterior. Ou seja: se as avaliações online não fazem parte da estratégia de marketing digital para hotelaria, observe quanto espaço você pode sair perdendo!

avaliações online

 

Invista em redes sociais

Falamos sobre a importância do website, mas as redes sociais não podem ser ignoradas! A primeira dica em relação a isso é selecionar as plataformas corretas. Embora o Instagram e o Facebook sejam as mais populares e com um alcance bastante expressivo, existem outras opções. Por exemplo: para hotéis que recebem muitos eventos corporativos, o LinkedIn pode se tornar um canal de comunicação indispensável. 

Depois de escolhidas as redes mais promissoras, veja a seguir algumas dicas sobre como usar essas mídias na sua estratégia de marketing digital para hotéis:

Linkedin

Seja frequente

A mesma dica do marketing de conteúdo vale para as mídias sociais também: de nada adianta fazer publicações esporádicas. Pense pelo seguinte lado: você, como usuário de redes sociais, acessa o seu perfil com que frequência? É bem possível que seja no mínimo uma vez por dia. O mesmo acontece com os seguidores das redes do hotel: são pessoas que estão nessas plataformas todos os dias. Se o seu estabelecimento aparece apenas de vez em quando, não vai conseguir fixar na mente desses possíveis hóspedes. Até porque, você está competindo com inúmeras outras empresas, inclusive concorrentes. 

Publicar posts novos constantemente aumenta o engajamento, fortalece a presença digital e faz com que o seu conteúdo seja mais bem distribuído. Os algoritmos que regem as redes são baseados em muitos aspectos, mas um deles é a frequência de postagens.

Invista nas imagens

Assim como no site, para as redes sociais também é importante contar com boas fotos: pense no enquadramento, na iluminação, na resolução. Tudo para valorizar os ambientes do seu hotel! Você também pode repostar as fotos publicadas por hóspedes, quem sabe até criando um quadro fixo para isso, algo como “O nosso hotel pelo seu olhar”. Nesse caso, é possível que as imagens sejam mais amadoras, mas é uma forma de mostrar que o carinho do hóspede é valorizado, além de gerar mais conteúdo para as redes. O visual é um dos pilares do marketing digital para hotéis

Pense na identidade visual

Um dos objetivos de qualquer empresa, é fazer com que a sua marca seja fixada na mente do consumidor. Que ele consiga se lembrar dela com facilidade e ao menor estímulo. Para isso, uma identidade visual consistente, é essencial! O seu hotel provavelmente tem um logotipo (se não tiver, é preciso criar) e uma paleta de cores. Os posts nas redes sociais precisam seguir a mesma linguagem, ou seja, utilizar essas tonalidades, as mesmas fontes, aplicar o logotipo. Até que chegue o momento que ao ver a arte de uma publicação a pessoa imediatamente associe ao seu hotel, sem nem precisar ler o nome dele. 

Aqui, vale um adendo: a identidade visual serve para construir e solidificar a marca, mas ela também pode ser um “tiro no pé”. É interessante que as publicações sigam o mesmo padrão visual, mas tome cuidado para não repetir o mesmo layout trocando apenas a foto principal. Isso acostuma os olhos do seguidor no mau sentido, ou seja, se ele passa pela sua postagem, mas nem mesmo a enxerga de fato. 

Por isso, a ideia é variar, mas mantendo a mesma linguagem. Se o seu hotel tem um apelo mais sofisticado e luxuoso, não faria sentido criar um post com um visual totalmente alternativo e descolado, por exemplo. Seja sempre consistente com a imagem que você quer criar. As redes sociais são uma ferramenta de posicionamento, então, use-as para mostrar como o seu hotel se diferencia dos demais.

Interaja com os seguidores

Sempre que alguém fizer um comentário ou marcar o perfil do hotel em alguma publicação, seja cordial, responda rapidamente. Isso cria simpatia do público pela marca, especialmente quando as respostas são autênticas e não parecem ter sido programadas por um robô. Muitas marcas se tornaram case de sucesso apenas pela forma como interagem com os seguidores.

A vida como ela é!

Quando as redes sociais “explodiram”, a tendência era mostrar tudo da forma mais perfeita possível, com nada fora do lugar. Hoje em dia, isso mudou e os perfis que se destacam são aqueles que mostram a vida real. No caso dos hotéis, para embarcar nessa onda, uma dica interessante é revelar o que acontece nos bastidores: como o quarto é preparado para receber os hóspedes, como as refeições são produzidas na cozinha, como os cardápios são definidos. 

Aproveite o recurso dos stories para fazer isso, porque a publicação desaparece em 24 horas e não compromete a harmonia do feed principal. A verdade é que o público vai se sentir mais próximo se tiver a oportunidade de ver o que acontece quando, teoricamente, ninguém está olhando. E esse mecanismo gera até uma identificação maior. 

Outra ideia que segue esse contexto é usar os stories para fazer um tour despretensioso pelo hotel, entrando em alguns quartos e nos espaços de convivência, que obviamente estão preparados para serem expostos, mas de maneira informal.

Aproveite as redes para humanizar o seu hotel

Outra tendência que tem tomado conta das redes sociais, é a humanização, ou seja, mostrar o rosto por trás da empresa, quem faz as coisas acontecerem. O público tem essa curiosidade, portanto, apostar nessa abordagem entrega um conteúdo que gera interesse e também valoriza os colaboradores. Mostre que o seu hotel é mais do que uma construção, ele é humano! 

Dê espaço para mostrar os colaboradores que trabalham diariamente no estabelecimento e como cada um deles atua para receber bem os hóspedes que chegam todos os dias. O hotel é um tipo de negócio em que essa questão do acolhimento e do aconchego fazem muita diferença. Permita que as pessoas sintam isso mesmo em casa.

Um detalhe importante: se você ainda não mostra os colaboradores nas redes e quer começar, não faça isso de uma hora para outra. O gestor de marketing precisa conversar com a equipe, explicar os motivos disso e conduzir de uma forma que esses colaboradores se sintam à vontade em aparecer. Caso contrário, o desconforto vai ficar evidente e o efeito obtido será o contrário ao esperado.

Mensure resultados

Um dos pontos mais positivos do marketing digital para hotelaria é que praticamente tudo pode ser mensurado. Com as redes sociais, não é diferente! Existe uma série de ferramentas que geram relatórios a partir do perfil e assim mostram os melhores dias e horários para postar, de acordo com os picos de atividade dos seus seguidores, os posts que tiveram maior engajamento, os formatos que repercutiram mais (fotos ou vídeos) e tudo isso serve como subsídio para melhorar a estratégia. 

Com esses relatórios, você também consegue comparar a performance de um mês para o outro. Se os números tiverem caído, vale a pena verificar o que mudou que justifique isso.

amplihotel

Aposte no formato audiovisual

As últimas mudanças observadas nas redes sociais favoreceram o formato audiovisual. Prova disso é que boa parte delas já permitem a transmissão de vídeos ao vivo, que podem ficar salvos para quem quiser assistir depois. Um estudo intitulado “Social Media Video Content is about to explode” revelou que em 2019, estima-se que mais de 80% do tráfego de buscas nos EUA vai ser para visualização de conteúdo em vídeo. 

Essa tendência é interessante para se pensar em outros formatos, além do tradicional post com foto e legenda. O vídeo retém melhor a atenção do público porque explora mais de um sentido. Mas evite vídeos muito longos, o ideal é que tenha cerca de 4 minutos, porque mais do que isso pode ficar cansativo.

Aposte em gatilhos mentais

Agora, vamos a uma estratégia que apela diretamente para o inconsciente do seu hóspede em potencial. Os gatilhos mentais são mensagens que estimulam diretamente algum instinto e que tendem a provocar uma resposta rápida. No contexto do marketing digital para hotéis e das redes sociais, é como se fossem frases de efeito que estimulam a tomada de decisão, para que a pessoa que está do outro lado tenha o impulso de fazer a sua reserva. 

Existem diversos gatilhos que podem ser explorados, mas vamos destacar os que têm maior potencial no segmento da hotelaria.

  • Urgência: Desperte o senso de urgência, de que a pessoa precisa se apressar em fazer a reserva para não perder a oportunidade. No marketing digital para hotéis, esse gatilho funciona muito bem quando o hotel implementa em seu site os cronômetros que mostram quanto tempo falta para aquela oferta determinada acabar. 
  • Autoridade: É o gatilho que mostra que o seu hotel é líder no mercado. Para despertá-lo, você pode aproveitar as próprias avaliações online para mostrar como o seu hotel está entre os mais bem avaliados na sua região pelos próprios hóspedes que já tiveram uma experiência com ele. 
  • Novidade: Uma coisa nova sempre deixa as pessoas curiosas para conhecer. Por isso, se o seu hotel lançar uma nova categoria de acomodação ou até um novo espaço de convivência, não deixe de gerar conteúdo em cima disso e de destacar o aspecto da novidade.

Ações para hóspedes locais

O marketing digital para hotelaria permite que as ações sejam segmentadas. Ao patrocinar uma postagem no Facebook, por exemplo, você pode delimitar para qual região aquela publicação vai aparecer. Isso significa que é uma ótima forma de criar campanhas direcionadas para as pessoas que moram na sua cidade. Parece que isso não faz muito sentido, mas vamos explicar melhor! 

Muitos hotéis têm períodos de “baixa”, quando a quantidade de hóspedes diminui, especialmente fora de temporada. Obviamente, isso impacta na receita do estabelecimento. Nesses períodos, o hotel pode realizar ações para a população local, como jantares especiais, eventos no espaço do restaurante, oferecer um dia ou um final de semana de SPA com preço especial para quem for da cidade. Não precisa focar exclusivamente e o tempo todo no turismo. 

E com o marketing digital, você pode comunicar esse tipo de ação para as pessoas certas, que vão ser impactadas e podem ser convertidas como clientes.

Invista no marketing de influenciadores

Uma das mudanças que a revolução digital trouxe foi a presença dos influenciadores digitais. Em alguns contextos, eles têm um poder de influência maior do que celebridades da televisão, por exemplo. E assim surgiu o marketing de influenciadores, ações que as empresas realizam em parceria com essas pessoas. 

No caso dos hotéis, a ideia seria convidar um influenciador para uma estadia, de um final de semana já é suficiente, em troca de divulgação. Mas para que essa ação realmente funcione, é preciso ter alguns cuidados:

  • Escolha um influenciador digital cujo perfil combine com o do seu hotel. Por exemplo: se você quer focar em casais, não faz sentido escolher uma pessoa solteira, que tem um estilo de vida focado nisso;
  • Pesquise sobre esse influenciador para garantir que ele não se envolveu em polêmicas que possam afetar a sua imagem. É importante que ele tenha valores compatíveis com os do hotel;
  • Selecione alguém cujo público seja condizente com as pessoas que você deseja atrair para o seu hotel. Caso contrário, a divulgação não vai surtir o efeito desejado;
  • Antes de fechar a parceria, solicite o media kit do influenciador. É uma espécie de currículo que deve conter informações importantes, como: a quantidade de seguidores que ele tem, a média de engajamento, as características do público (gênero, idade, região). Para garantir que essa é a escolha correta;
  • Faça um contrato com todas as cláusulas muito bem definidas: de quanto tempo será a hospedagem, em que tipo de acomodação, o que vai estar incluso, quantas postagens a pessoa vai precisar entregar e qual o prazo para isso;
  • Você pode inclusive disponibilizar um “cupom de desconto” para os seguidores desse influenciador.

Um grande exemplo de influenciadora digital é a nossa parceira Ketly Dias do Acessibilidade Tô de Olho. Ketly é a principal influenciadora cadeirante do Brasil.

Confira essa entrevista exclusiva que fizemos com ela!

 

A base de tudo: Construção de marca no marketing digital para hotéis

Sempre que se fala em ambiente digital, as pessoas relacionam muito com a questão da instantaneidade e de como tudo precisa ser rápido. E isso é verdade! Porém, o marketing digital para hotéis está longe de começar a publicar conteúdos aleatoriamente nas plataformas digitais. Antes disso, é extremamente necessário investir em um trabalho de branding, que pode ser traduzido como a construção da marca e a gestão constante dela, no sentido de agregar valor.

Para que a sua comunicação com o público seja consistente, antes de iniciar, percorra as etapas do branding. Elas podem variar bastante, mas têm alguns pontos principais:

  • Defina o posicionamento do seu hotel, ou seja, o que ele promete entregar ao hóspede e de que forma ele se diferencia dos outros que existem no mercado;
  • Construa o universo semântico em dois campos: “O que o meu hotel é” e “O que o meu hotel não é” e em cada um desses campos insira palavras ou expressões correspondentes. No segundo, coloque características que são positivas, mas que não condizem com a personalidade do seu estabelecimento. Isso parece algo bem simples, mas vai ajudar a visualizar melhor a essência do negócio;
  • Defina o seu público-alvo, crie a persona com a qual você vai se comunicar. Lembrando que a persona é a personificação do seu perfil de hóspede. Por exemplo: “Maria tem 35 anos, é advogada, professora de Direito, casada e tem dois filhos de 5 e 2 anos. Costuma viajar para São Paulo para participar de eventos jurídicos e quando está de férias gosta de conhecer novas cidades litorâneas com a família…”. Você pode criar cerca de 3 personas e isso vai ser fundamental para adotar o tom de voz adequado em toda a comunicação;
  • Faça pesquisas de mercado para entender melhor o seu público. 

Em cima disso, desenvolva a identidade visual do hotel ou a adeque caso seja necessário para que seja condizente com toda essa personalidade que foi desenvolvida até então; 

Tudo isso deve ficar documentado, por escrito. O trabalho de branding é a base para a execução do marketing digital para hotéis me deve estar disponível para consulta sempre que necessário. Importante: tudo isso precisa ser construído com cuidado, porque a personalidade de uma marca não é algo que pode mudar o tempo todo. Por outro lado, o hotel também não pode ficar engessado e precisa ser flexível às mudanças do mercado sem ignorar a sua essência. 

Se você tiver em mãos todas essas definições, vai ser muito mais fácil colocar em prática as orientações anteriores, porque o hotel terá um norte a seguir. Todos esses canais de comunicação vão servir para levar a público uma marca de personalidade forte e com um posicionamento claro. E é isso que vai diferenciar o seu estabelecimento de tantos outros que existem. É isso que vai fazer com que as pessoas se lembrem do seu hotel, apesar de existirem tantos outros na mesma cidade. A internet serve para manter e gerenciar uma marca, mas para isso, ela precisa ter sido bem construída. 

Recomendamos também baixar o nosso ebook Para saber tudo sobre reputação online para hotéis e sua importância para o marketing digital para hotéis.

Baixe agora mesmo!

Ebook reputação online

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui