O Marketing Viral engloba uma série de estratégias que tem a finalidade de surpreender e atrair o público com suas ações, de forma que os indivíduos passem as mensagens adiante por iniciativa própria, criando o que chamamos de “buzz” sobre determinado tema, assim, as pessoas tornam-se difusoras de marcas e ideias.

Viral

Esta técnica é extremamente atraente para diversos negócios porque tem uma relação de custo-benefício melhor que outras estratégias de marketing tradicional, uma vez que o próprio público-alvo acaba servindo de suporte para as campanhas virais. Entretanto, para se obter o sucesso desejado, é preciso trabalhar com planejamento, estratégia e conhecimento.

Por isso, neste post do blog da Amplifique.me, aprofundamos mais sobre o que é Marketing Viral, como ele funciona e de que maneira é possível utilizá-lo a favor do seu negócio. Acompanhe conosco!

O que é Marketing Viral? 

O conceito de Marketing Viral está relacionado à ideia de que as pessoas espalhem voluntariamente mensagens umas às outras. A metáfora do vírus é justamente esta: um organismo capaz de se espalhar rapidamente entre diferentes indivíduos, chegando ao maior número de pessoas possível, causando algum efeito.

virus

Sempre que uma pessoa emite alguma informação para outros indivíduos, este dado pode estimular os receptores a compartilhar aquela informação com a sua rede de contatos, que pode incluir amigos, familiares, colegas de trabalho e também contatos das redes sociais. Quando isso acontece, ocorre o que chamamos de propagação viral.

A propagação viral de informações tem acompanhado a história da humanidade ao longo dos séculos, ajudando a moldar a nossa cultura com histórias, canções, provérbios, ditados populares, piadas e outras informações compartilhadas de pessoa para pessoa via sabedoria popular.

Nos negócios, a propagação viral já era utilizada pela publicidade e pela propaganda tradicional, com anúncios que geram Buzz ao pautar certos assuntos e promover o diálogo entre as pessoas com o tema da mensagem proposta por empresas e outras organizações.

Contudo, com a internet e principalmente as redes sociais, o Marketing Viral atinge a sua maior capacidade de alcance com formatos de informação feitos especialmente para viralizar. Com um único clique, usuários compartilham imagens, vídeos ou textos para centenas ou até milhares de outras pessoas que façam parte de sua rede de amigos ou seguidores da internet.

A internet amplia a capacidade do Marketing Viral justamente porque um único usuário pode se comunicar com muitos em tempo real via e-mails, redes sociais, fóruns, apps de celular, mensagens e grupos de comunicação instantânea. Especialmente hoje, no qual cerca de 75% da população brasileira tem acesso à internet, seja pelo celular ou por dispositivos domésticos.

75

 

Cabe portanto às empresas e aos profissionais de Marketing entender como funciona o efeito viral e como explorá-lo em seu favor. Isso exige cuidado, pois é muito comum que mensagens sejam interpretadas equivocadamente e acabem viralizando com o efeito contrário do que se esperava, um verdadeiro “tiro no pé”.

Sem o devido conhecimento técnico, campanhas de Marketing Viral podem tornar-se uma verdadeira loteria na qual o seu negócio pode ter muito sucesso, cair na apatia ou até mesmo causar um efeito de insatisfação em seu público-alvo. Por isso, convém entender o funcionamento das redes, as tendências de comportamento do público e um pouco da ciência que existe por trás da viralização de mensagens entre diferentes usuários.

Ao evitar suposições e trabalhos intuitivos, você e a sua empresa reduzem riscos de insucesso e exploram melhor as diferentes conexões entre as pessoas para fazer com que a mensagem impacte, seja compartilhada e cause um efeito positivo nos leitores atingidos – em síntese: que a mensagem viralize.

 

Entendendo como funciona a viralização

Para que um indivíduo decida repassar uma informação adiante, o princípio lógico é que a recompensa que ele ganhe por fazê-lo seja maior do que o custo. Quando falamos de custo, podemos estar nos referindo a tempo, energia, ou desafios operacionais. Quando se trata de recompensa, ela pode ser um sorteio, um desconto, um brinde ou prazeres que podem ser causados pelo humor, pelo engajamento ou pela atenção de terceiros.

Pense nisso na hora de criar conteúdo com a intenção de viralizar: o quão fácil é para meu usuário/leitor compartilhar o meu conteúdo e o que ele ganha com isso? Responder estas perguntas pode dar uma luz sobre como administrar o seu conteúdo com potencial de viralização de forma rápida e eficaz.

No fim das contas, não basta apenas ter sua informação compartilhada. É importante viralizar rápido e com um fator crescente de alcance para o maior número de pessoas possível. Como todo efeito viral, há uma hora que a informação perde valor ao atingir todas as pessoas interessadas e acaba não sendo mais compartilhada, por isso, é preciso aproveitar enquanto aquele dado ainda está “vivo”. 

Além de tudo, é preciso que a viralização tenha um efeito positivo sobre os leitores/usuários, ajudando a criar para o seu negócio reputação atraente, gerando engajamento de marca e oportunidades de negócio.

Com base no que dissemos, há três principais diretrizes que devem ser levadas em conta na hora de elaborar conteúdo com a intenção de viralizar:

 

  • Otimização da recompensa e redução dos custos do compartilhamento 

  • Elevação de alcance de usuários, de forma que os usuários atingidos também interajam e compartilhem

  • Aumentar o número de ciclos de compartilhamento, reduzindo o tempo entre eles de forma a manter a informação viral por mais tempo 

 

Os benefícios de se investir em Marketing Viral

Dito isso, vamos entender um pouco mais sobre o que exatamente o seu negócio ganha quando investe em Marketing Viral e adota as estratégias de viralização de maneira assertiva. Depois, trataremos de dicas mais práticas, exemplos de marketing viral e como usar o marketing viral a favor do meu negócio.

Baixo custo de investimento: quando o seu negócio investe em estratégias de marketing tradicional, ou até mesmo em marketing digital, como ADS e SEO, ela precisa gastar um bom dinheiro se quiser que as mensagens difundidas por ela sejam vistas por um grande número de pessoas.

Com uma estratégia bem executada, o Marketing Viral pode proporcionar um custo de investimento muito menor, reduzindo indicadores como custo por lead, custo por clique e aumentando taxas de conversão. Isso acontece porque no marketing tradicional/digital você paga pelo alcance das suas campanhas, direta ou indiretamente.

No Marketing Viral, o compartilhamento das suas mensagens é espontâneo entre os usuários, e portanto não tem custo. A medida que o usuário se torna um difusor da sua marca por conta própria, ele agrega valor ao seu negócio e faz com que sua mensagem chegue a mais pessoas.

 

Alto alcance da exposição da marca: quando uma estratégia de Marketing Viral é executada com sucesso, ela tem um grande potencial de alcance de usuários. Muitas das pessoas que não conheciam o seu negócio passam a conhecê-lo e, se a origem do compartilhamento for uma pessoa querida ou de confiança, a tendência é que o usuário já veja a sua marca de forma positiva.

 

Construção de reputação: além de trazer mais oportunidades de venda pelo alcance da marca, o Marketing Viral permite a solidificação da reputação  do seu negócio. O seu conteúdo viral pode despertar sensações de empatia, solidariedade, humor, engajamento político/social, intimidade e sintonia de ideias que faz com que as pessoas atingidas vejam a sua marca com bons olhos.

 

Atenção: o efeito contrário também é possível. Por isso convém refletir muito sobre cada peça viral que a sua empresa deseja divulgar, a fim de evitar erros de interpretação ou opiniões polêmicas que possam ter efeito contrário ao que o seu negócio espera.

 

Implementação simples: implementar técnicas de Marketing Viral não exige grandes estruturas ou custos elevados. Qualquer mensagem pode ser viral. Com inteligência, planejamento e uma leitura adequada do público, um post simples e até mesmo não patrocinado das suas redes sociais pode acabar viralizando. 

Entretanto, convém ter o mínimo de estrutura para a divulgação do seu conteúdo. Se seu negócio deseja viralizar com posts no Instagram, TikTok, Facebook, Twitter ou LinkedIn, é importante ter conteúdo de qualidade nestas redes. Se é um artigo de blog, invista em estrutura digital para que o leitor tenha uma experiência positiva – e assim sucessivamente. 

 

Monitoramento facilitado: é fácil monitorar o desempenho do seu conteúdo viral na internet. Toda rede social oferece uma plataforma de business que permite acompanhar os indicadores de acesso, compartilhamento, impressões e outros dados.

Você também pode ler comentários para entender como o público está reagindo ao seu conteúdo. Com isso, fica mais fácil entender os erros e os acertos, gerando insights úteis para os próximos conteúdos virais que o seu negócio busca emplacar.

 

Quer saber como criar conteúdo viral? Aqui na Amplifique.me trazemos dicas infalíveis para você viralizar na internet e melhorar sua reputação online. Clique aqui e saiba mais!

Que estratégias adotar para viralizar meu conteúdo 

Algumas estratégias podem ser muito úteis para fazer com que o conteúdo da sua marca tenha maior potencial de viralização e possa atingir mais usuários. Vamos dar oito dicas de como as informações e campanhas que você publica ganham mais chances de viralizar. Veja:

Molde seu conteúdo no Marketing Boca a Boca

Quando for elaborar o seu planejamento de conteúdo, lembre-se que este material deve ser compartilhado digitalmente. Uma boa referência para isso é pensar no marketing boca a boca: seu conteúdo deve ser interessante o suficiente para que seu leitor ou usuário se sinta motivado e contar sobre ele para outra pessoa, seja por via digital ou até mesmo pessoalmente.

Por isso, monte seu conteúdo de uma forma simples. Ele precisa ser facilmente entendido, fácil de ser comunicado e interessante para o máximo de pessoas possível. Use linguajar simplificado, imagens nítidas e faça cortes curtos em vídeos para uma mensagem rápida simples de se compreender.

Gatilhos mentais para captar o público

Já ouviu falar em gatilhos mentais? Esta técnica se vale de expressões, argumentos e figuras de linguagem que tem a função de estimular o cérebro do ouvinte/leitor/usuário. Os gatilhos mentais são vários. A técnica aqui é fazer um destes gatilhos e associá-lo à sua marca.

Mental

 

Um case bem claro: recentemente uma loja de produtos para pets fez um Story no instagram anunciando que doaria 1kg de ração para cada compartilhamento daquela publicação. É o viral perfeito: as pessoas querem fazer o bem aos animais e o custo disso é baixíssimo (um único compartilhamento). Em questão de um dia, o Story da empresa tomou conta da rede.

Contudo, como a empresa em questão tinha atuação regional, muitos dos usuários que compartilharam o post sequer teriam como comprar na loja. De qualquer forma, a marca tornou-se conhecida e bem quista – inclusive foi copiada por outras empresas de outros setores dias depois. Este pequeno viral aconteceu em dezembro de 2020. 

 

Use as emoções do seu público para gerar compartilhamento

Três principais emoções são responsáveis por levar à viralização de um conteúdo na internet hoje: o humor, a raiva/repúdio e a compaixão. Quando falamos de humor, o maior expoente são os memes. Talvez memes sejam uma boa alternativa para o conteúdo do seu negócio viralizar, mas estude com cuidado.

Quando se trata de raiva e repúdio, conteúdos virais buscam estimular no leitor/usuário um sentimento de repulsa ou indignação que o instigue a compartilhar aquele conteúdo com outras pessoas. Isso acontece muito quando influenciadores ou empresas denunciam casos de abusos, crimes e situações que geram revolta.

Embora estas empresas e/ou influenciadores possam estar agindo de boa-fé, ao compartilhar este tipo de conteúdo e viralizar, eles agregam relevância e reputação para suas marcas. 

A compaixão também é um sentimento com grande potencial de viralização. A maior parte das pessoas quer fazer o bem, especialmente se isso não custar nada. O exemplo dado anteriormente do pet shop é um bom demonstrativo de como isso pode funcionar muito bem. 

Lembre-se, entretanto, de utilizar os sentimentos do seu público, mas sempre de maneira honesta. Mentiras ou demagogia podem acabar prejudicando a sua marca, fazendo com que o seu negócio seja “cancelado” na internet.

 

Público-alvo bem definido 

Uma das chaves para o sucesso do seu marketing viral é saber muito bem para quem você está falando. Embora alguns conteúdos tenham o potencial de viralizar em diferentes grupos de pessoas, a sua empresa ou negócio precisa definir um target e se comunicar com ele utilizando uma linguagem que faça sentido para aquele público.

alvo

Se você já delimitou as personas do seu negócio, elabore as campanhas de marketing viral com base nelas. Caso ainda não tenha passado por esta etapa, aproveite para estudar os seus indicadores e saber melhor qual é o mercado ao qual o seu produto ou serviço atende.

 

Conteúdo viral que agrega valor 

Uma das formas de aumentar a capacidade viral do seu conteúdo é agregar valor à vida do seu leitor/usuário ou cliente. Esse valor agregado deve ser tão relevante que ele deve se sentir compelido a compartilhar as suas informações, pois saberá que estará agregando valor à vida de outras pessoas também.

Como agregar valor, afinal? Bem, há uma série de maneiras. Alguns exemplos são: dê informações de interesse público; ensine ao seu leitor uma coisa nova; provoque lembranças prazerosas de um passado nostálgico; ensinar macetes úteis para o dia a dia; provocar risos ou outras emoções; falar diretamente à fé do seu leitor, entre outros.

Storytelling

Outra maneira de estimular o seu público a compartilhar o seu conteúdo é utilizar técnicas de contação de histórias nas campanhas e posts que você realiza. Há milhares de formas de se contar uma história, mas para a rapidez da internet, o ideal é que a linguagem seja rápida, clara e linear, ou seja, com começo, meio e fim.

Isso não significa delinear seu conteúdo como se fosse um conto de fadas, mas dar a ele uma narrativa lógica que possa ser facilmente replicada. Assim, seus usuários podem compartilhar suas publicações com mais assertividade. Alguns exemplos possíveis para aproveitar este potencial são: threads no twitter, stories em sequência no Instagram, correntes no WhatsApp e séries de vídeos no Youtube.

Criatividade com branding

A criatividade é um ativo muito importante para quem deseja publicar conteúdo viral. Não faça plágio do conteúdo de terceiros, pois na internet isto é muito fácil de ser identificado. Entretanto, nada impede que você faça paródias, releituras e adaptações criativas de memes e outros conteúdos virais para aplicar à realidade da sua marca.

Na verdade, esta é uma boa medida. O público tende a lembrar do conteúdo que você usou de referência, ao mesmo tempo que também absorve a sua identidade visual. Avalie com cuidado e dê asas à criatividade.

Esteja sempre antenado à internet e às redes sociais

A internet sempre tem novidades interessantes e conteúdos que precisam ser levados em conta quando a sua marca ou empresa pretende gerar conteúdo viral. Neste sentido, o ideal é que o responsável pelo Marketing Viral do seu negócio seja um heavy-user das redes sociais, esteja totalmente mergulhado no universo online, tenha um bom senso de humor e acompanhe os principais influenciadores da rede.

Conteúdos que podem servir de benchmark para suas publicações virais:

  • Notícias que tenham relação com o seu modelo de negócio

  • Memes

  • Tendências de comportamento do seu público

  • Conteúdos virais de outras marcas

  • Cultura popular

  • Músicas, filmes e livros de sucesso

  • Gírias e afins

Como estimular o compartilhamento de informações e posts

Muitos conteúdos acabam viralizando porque os usuários os acham interessantes o suficiente para divulgá-los por conta própria. Entretanto, os seus indicadores de compartilhamento podem ficar melhores ainda se você der uma “forcinha” para que seus usuários divulguem o seu conteúdo a outras pessoas. Veja algumas técnicas que têm sido usadas com bastante sucesso por empresas e influenciadores.

 

Sorteios nas redes sociais: esta técnica é bastante simples e até um pouco forçada, mas ela tem dado bons resultados. A maioria dos sorteios de redes sociais é simples: uma página publica um post, define regras para os sorteios e premia um ou mais escolhidos com brindes. O preço costuma ser: curtir/seguir a página e marcar pelo menos três amigos na publicação oficial.

Esta técnica tem algumas limitações: é muito comum que os usuários façam o que se pede no sorteio e logo depois descurtam ou parem de seguir a página. Além disso, os amigos marcados podem não se interessar pela sua marca. Entretanto, certamente será possível pescar alguns leads com esta técnica. Avalie com cuidado para ver se vale o investimento.

 

Call to action nos posts: é simples, mas é eficaz. Ao fazer publicações que têm a pretensão de viralizar, coloque chamadas de ação nos textos ou nas imagens para estimular os usuários ao compartilhamento. “Compartilhe”, “Mostre para seus amigos”, “Converse com seus familiares” podem ser alguns exemplos.

 

Colocar as informações principais nas imagens: isso vale especialmente para posts no Instagram e no Facebook. Ao fazer posts virais nestas redes, coloque tudo o que for primordial já na imagem da publicação, e não apenas na legenda ou descrição. Isso porque quando o post é compartilhado na linha do tempo ou nos stories, é comum que a legenda seja suprimida, fazendo com que os novos usuários não leiam informações cruciais.

 

Cuide do SEO do seu conteúdo: tudo o que você publica precisa estar alinhado com os algoritmos da plataforma onde estão postados os seus dados. Por isso, lembre-se de otimizar todo o seu conteúdo no momento de publicá-lo. Assim, ele chega a mais usuários de forma orgânica e tem mais chances de ser compartilhado.

 

Cases recentes de Marketing Viral

Além dos exemplos que já mencionamos ao longo do artigo, confira outros casos recentes de Marketing Viral que tiveram bastante sucesso:

 

  • Pôneis Malditos: um misto de meme, bizarro e fofo. Os Pôneis Malditos da Nissan elevaram as vendas das picapes japonesas no Brasil.
  • Twitter da Netflix e do Nubank: os perfis da Netflix no Twitter com frequência “hitam” com tweets que atingem dezenas de milhares de compartilhamentos. Misturando bom humor e interatividade, os posts compartilham os valores das marcas e conquistam o público.
  • Campanha de Natal 2020 do Guaraná Antártica: estrelando um clipe exclusivo com Paula Fernandes no Youtube e nas redes sociais, a campanha de natal do refrigerante exalta o Natal brasileiro fazendo paródia das tradições natalinas importadas do exterior. Foi um sucesso instantâneo.
  • Os milhões da Bettina da Empiricus: “meu nome é Betina, eu tenho 22 anos e R$ 1 milhão e 42 mil de patrimônio acumulado”. A propaganda da consultoria Empiricus viralizou, virou meme e foi parar até no conselho de ética do Conar. Apesar das sanções, tanto a empresa como a influencer saíram do caso melhores do que entraram e o valor de mercado da empresa cresceu. 

 

Conclusão

O Marketing Viral pode ser muito útil para o seu negócio ou para sua imagem profissional. Mas ele, sozinho, não é suficiente, pois os virais morrem rápido e sua marca pode perder relevância rapidamente. Lembre-se de investir em um mix completo de marketing para que o seu trabalho possa ir mais longe.

Pensando nisso, a Amplifique.me oferece a você uma ferramenta completa de Gestão da Experiência do Cliente. Dessa forma, você pode adotar estratégias certeiras para agradar seu público consumidor e investir pesado em Marketing Viral. É isso que você precisa? Então que tal testar a nossa ferramenta gratuitamente?

Teste gratis

Fechamos aqui mais um material que certamente vai te ajudar, afinal, somos especialistas em trazer benefícios aos clientes. Curtiu o conteúdo? Então fique sempre atento ao nosso blog e fique ligado nas novidades que vamos trazer em breve.

Tamo junto! 👊

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui