Eu participo constantemente de eventos, workshops, treinamentos e palestras. E sabe que, embora tenham sido satisfatórios, poucos me fizeram entender o que realmente importa na profissão hoteleira. Porém, com base nos anos como gestor, arrisco um palpite: o mais importante é fazer a vida do outro um pouco melhor, que é ter muita dedicação às pessoas. O fator humano é o que mais importa na hotelaria.

Trate o hóspede pelo nome

E, sendo a hotelaria formada por pessoas é preciso que você se dedique ao que está fazendo e reflita se está se diferenciando. Não fique se lamentando porque isso não fará com que o gestor ou a empresa note e valorize sua presença.

Outra atitude lamentável é o posicionamento de pessoas que me dizem “vou ficar aqui até me mandarem embora”. Bem, você já não está lá e nem é digno de estar na empresa.

Conheço muita gente que se acha dedicado e imagina dar o sangue para a empresa. Sinto desapontar, mas ninguém nos dá nada a mais se não tivermos capacidade para outros desafios. Faça a diferença, dedique-se realmente e peça retorno às suas chefias. E, se o reconhecimento não vier, você já sabe o que precisa fazer: sair. Mas pela porta da frente, de cabeça erguida e ir em busca de seus novos desafios.

Outra dica que dou é a de transformar suas ideias em ações consistentes, que tragam impacto à cultura da organização. Assim, você será mais bem visto pela empresa, porque estará aplicado em encontrar melhores alternativas de resultados. E isso não tem relação com a idade, mas com a capacidade de realizar, de entregar além do que prometeu. 

E isso também traz relação com o fato de que sempre me arrisco a criar algo novo, além do óbvio. Conheço muitos profissionais que ficam “com o pé atrás” quando se trata de correr riscos, de fazer algo novo, aprender com o diferente. Mas o profissional de hoje precisa inovar, porque, caso contrário, permitirá que outro tenha destaque maior. O outro pode ser melhor, mais ousado e, com isso, vai brilhar mais do que você.

Tenha atitude e corra riscos, mas nunca desista. Além disso, tenha sempre a atitude de aprender todos os dias, superar limites, metas e dificuldades. Faça a diferença. Escolha ser excelente, o melhor mensageiro, o melhor garçom, a melhor camareira, o melhor chefe de cozinha.

Por outro lado, é preciso humildade para saber que não temos todas as respostas. Se você não tem resposta imediata, busque-a. Jamais seja arrogante e prepotente e nunca transmita ao mercado a ideia de que você sabe tudo e não precisa aprender mais nada. Ao contrário: no ramo da hotelaria é preciso estar em constante aprendizado.

Minha recomendação é que você seja obcecado por conhecimento. Tenha fome por informações, saia da zona de conforto e busque, cada vez mais, estar preparado para atender todas as demandas. Com tanta informação disponível no mercado, especialmente via internet, não há mais desculpas. Procure sempre melhorar e aprender.

Por fim, encante as pessoas e, ao fazê-lo, estará encantando os hóspedes e tocando vidas. Lembra qual o maior item na hotelaria? Sim, elas, as pessoas.

* Este artigo é um resumo do capítulo “Quem Manda No Seu Negócio é o Hóspede” do livro “Para uma trajetória de sucesso na hotelaria” de autoria de Nilson Bernal. Você pode adquirir o livro clicando aqui.

Ebook reputação online

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome aqui